Este manual visa auxiliar na emissão correta de Nota de Importação.


Cadastro do Evento


 - Ir para/ Utilitários/ Eventos

 - Selecione o evento de Nota de Importação


No cadastro do evento, na aba fiscal, deve ser utilizada as opções referente a Nota de Importação:

- Marcar o flag "Importação Direta";

- Marcar o flag "Somar valor de ICMS no total" para que o valor de ICMS calculado some ao total da NF-e;

- Marcar o flag "Dados para Embarque" para que seja possível informar de onde a mercadoria será enviada;

- Destacar PIS/COFINS em Outras Despesas: Informar a opção "não somar" quando o valor de "outras despesas" da NF-e não somar o valor de PIS e COFINS. Quando o valor de PIS e COFINS for informado em Outras Despesas então, informar a opção "somar PIS/COFINS/IPI";


Cadastrar o País


 - Ir para/ Utilitários/ Comercial/ Países

 - Incluir o País

 - Informar o Nome do País e a nacionalidade

 - Informar o código BACEN do País conforme o Código da Tabela do Banco Central IBGE (em anexo txt com cada país e seu código).



Cadastro do Fornecedor


 - Ir para/ Compras/ Cadastro/ Fornecedores

 - Incluir Fornecedor


No cadastro do Fornecedor realizar algumas parametrizações, conforme imagem e descrição dos campos abaixo:


 - Nacionalidade: Selecionar a Nacionalidade informada no cadastro do País;

 - Tipo Empresa: Empresa Normal;

 - PF/PJ: Pessoa Jurídica;

 - Os campos CNPJ e CGC devem ficar em branco;

 - UF IE: "EX" (Exterior);

 - Inscrição Estadual: Informar o "Documento de Estrangeiro" utilizado na Importação. Normalmente os clientes utilizam na importação a DI como o documento de estrangeiro.

 - Marcar o flag "Não Contribuinte" para que o sistema entenda que o fornecedor é não contribuinte do ICMS.


Após isto é necessário cadastrar o endereço do fornecedor, conforme imagem abaixo:

Verifique que foi informado o País referente a nacionalidade informada anteriormente e Estado "EX".

Marque os flag's: Endereço Entrega, Endereço Nota e Endereço Cobrança.


Cadastro do Perfil de Impostos

 - Ir para/ Controladoria/ Fiscal/ Cadastro/ Perfil de Impostos

 - Inclui Classificação Fiscal (ou altere a já existente do NCM correspondente)

 - Estado: Incluir o Estado da Filial;

 - CST ICMS: Informar o tipo de tributação da Operação;

 - Alíquota Interna: Informar a alíquota a ser utilizada no cálculo de Importação;

 - CST de IPI: Informar o tipo de tributação da operação;

 - Alíquota de IPI: Informar a alíquota de IPI;

 - IPI Incide no ICMS: Marcar o flag para que o valor de IPI some na Base de ICMS.



Ao realizar a movimentação, informe o preço do produto com todas as casas decimais informadas na DI, para que o valor total dos produtos no sistema fique de acordo com o da NF-e.


Após informar todos os produtos e os valores estarem de acordo, clique na lupa ao lado do campo "Dados de Importação".


Na primeira tela informe o número da adição de cada NCM.

 - Clique em "Próximo" para prosseguirmos.


Na segunda tela o sistema demonstra como ficou a distribuição de adições por produto.

 - Clique em "Próximo" novamente.


Na Terceira tela é necessário informar dados da Importação dos quais serão encontrados na DI (Documento de Importação).

Atenção: O valor do imposto de importação é informado por adição. Existem casos que o valor de imposto de importação já está embutido no preço do produto, e portanto, não deve ser informado novamente.


Após informar todos os campos obrigatórios, clique em "Próximo".


Ao efetivar os dados de importação o sistema carrega automaticamente os valores de Impostos distribuídos nos produtos da movimentação.


Para verificar se o cálculo da NF-e está correto clique em "Efetivar" e vá em "Digitar uma nota Recebida" "Itens".

Verifique se o valor de Base de ICMS e Valor de ICMS estão de acordo com as informações repassadas pelo despachante.


Caso esteja correto clique em "Imprimir uma nota" e efetive a operação.

OBS: É recomendado que se utilize a opção de Conferência de DANFE no evento de importação para que possa ser visualizado a Nota antes de ser enviada para a SEFAZ.


Caso o valor esteja incorreto análise na sequência as seguintes informações:

1 - Valor dos Produtos (deve estar de acordo com o valor da NF-e);

Caso o valor esteja divergente, arrume os valores utilizando as casas decimais no produto.

2 - Valor de IPI (Verificar se o valor foi calculado corretamente);

Caso não tenha sido calculado o valor de IPI, verificar se a CFOP e o perfil de impostos estão com a CST de IPI como "00 - IPI com recuperação do crédito"

3 - Base de ICMS (Verificar se o valor de base de ICMS está correta)

Caso a base de ICMS esteja com valor abaixo do correto, verifique os valores de impostos informados nos dados de importação e se o valor de IPI está somando na base de ICMS (flag "IPI incide no ICMS no perfil de Impostos")

Caso a base esteja com valor superior ao correto, verificar os valores de impostos informados nos dados de importação. Normalmente isto ocorre quando o valor de Imposto de Importação foi informado nos dados da importação, porém, o valor já está somado ao preço do produto. Apagar o valor de Imposto de Importação e verificar novamente o cálculo se está correto.