Tem como objetivo auxiliar no processo de inventário com coletor de dados.


Primeiramente quando se realiza o inventário com coletor de dados normalmente a empresa que fornece o coletor pede com que seja fornecido um arquivo com os códigos dos produtos para que seja lançado no mesmo o que é chamado de arquivo de carga. Normalmente o arquivo deve ser no formato  " *.TXT".

Para gerar esse arquivo de carga basta gerar o relatório 131 - Produtos Códigos (EAN ou Interno) 


Para acessar o relatório para gerar o arquivo basta selecionar primeiramente o caminho: Ir para\Inteligência de Negócio\Central de Informações



Após isso você será direcionado para a tela de relatório onde deve ser procurado o relatório 131. O mesmo fica localizado na pasta de produtos, caso preferir pode pesquisar o mesmo no campo buscar.



Selecionar  o relatório e clicar no simbolo do Excel para poder importar os dados para um arquivo do Excel.O sistema irá abrir o filtro para gerar o relatório  onde deve ser selecionado o tipo de código utilizado pela empresa.

EAN - Código de barras comprado
INTERNO - código de barras gerado pelo millennium


Após entregar o arquivo de acordo com as orientações passadas pela empresa do coletor deve ser gerado um arquivo de teste com alguns produtos contados para realizar teste no millennium antes do inventário oficial.

O arquivo deve ser no formato " *.TXT". e seguir as seguintes orientações:


Código de barras + quantidade 

12345789102 0004
65498633148 0010

o código representado acima é uma representação que como o sistema irá ler a informação gerada no arquivo, a contagem do coletor deve agrupar as quantidades de peças  como por exemplo o código 12345789102 ele representa o produto já 0004 representa a quantidade contada. A quantidade de zeros refere-se as casas deixadas caso existam produtos que em sua contagem existam mais de 1000 peças.

Os clientes que trabalham com diversos tipos de códigos devem separar seus arquivos pois o sistema não consegue ler produtos de códigos de barras com tamanhos diferentes ao mesmo tempo. Não se deve colocar zero na frente para completar o código pois o sistema pode não confirmar o produto e apresentar erro.
Se você possui por exemplo produtos com códigos de barras com 8 dígitos e produtos com códigos de barras com 12 dígitos eles devem estar separados em dois arquivos. 

pois se isso for feito a representação será a seguinte 


Código de barras + quantidade 


12345789102 0004
12345789 0010
12345678911 0002

Quando o sistema for ler essas informações a representação para ele será a seguinte:

Código de barras + quantidade 


12345789102 0004
12345789001 0123
45678911000 2

Ou seja o sistema irá juntar os códigos apresentando erro de código não encontrado.

Para que o sistema possa ler o arquivo de texto é preciso criar um arquivo de layout para cada tipo de código que barras.
Para criar é utilizado o programa Fleditor que você pode encontrar em anexo  juntamente com um modelo já pronto somente para ser editado.

O Fleditor é representado da seguinte maneira:

Basta executar e o mesmo irá abrir o programa assim como representado na imagem abaixo:


Selecione a opção abrir e selecione o arquivo de layout que se encontra disponível para download. 

No arquivo será apresentado o campo de código onde na coluna Tam o mesmo representa a quantidade de dígitos que compõem  o código de barras

Para a linha da QTDE na coluna Tam representa a quantidade de casas aceitas para a quantidade do produto por exemplo como o tamanho é 4 o sistema pode aceitar para um produto A que ele tenha 9999 peças.




Para alterar o tamanho basta clicar duas vezes no campo e colocar o tamanho desejado e salvar a alteração no layout.

Caso você possua arquivos com códigos de barras de tamanhos diferentes , recomendamos fazer uma cópia do layout e fazer alterações e salvar os novos arquivos para não ter que ficar alterando a todo momento.


Você pode testar se o seu arquivo foi gerado corretamente após a alteração do layout clicando na opção visualizar. O sistema irá pedir para selecionar o arquivo que será visualizado juntamente ao layout.



Selecione o arquivo  de teste criado pelo coletor para poder ver a representação de como o Millennium irá ler o arquivo:


Após isso pode ser iniciada a contagem real para realizar o processo no sistema, lembramos que para importar os produtos para o sistema é necessário o arquivo de layout e o arquivo gerado pelo coletor 


Na versão 5 e na 2009 na tela de contagem de inventário selecionar a opção coletor de dados, onde o sistema irá abrir a opção de Arquivo de Lay-out e arquivo do coletor basta selecionar os dois e selecionar a opção OK.

o sistema irá carregar os produtos, após isso basta efetivar.


Na versão 2006 e no basic na tela de contagem de inventário selecionar a aba coletor de dados, onde o sistema irá abrir a opção de Arquivo de Lay-out e arquivo do coletor basta selecionar os dois, o sistema irá carregar os produtos, após isso basta efetivar.




Caso algum código não seja reconhecido o sistema irá apresentar o erro:



Antes de fazer qualquer coisa recomendamos anotar o código que está errada e consultar para ver se o mesmo realmente existe ou não no sistema. Isso pode ser confirmado em Ir para\ Todos\Consulta de produtos

Na tela o sistema possui campo de código de barras, basta lançar o código se o mesmo não existir o sistema irá apresentar a seguinte mensagem:



Nesse caso depois precisa validar os produtos que não estão corretos e retirar do arquivo ao final do inventário deve ser verificado quais são os produtos e fazer as entradas que forem necessárias.